Precisa de renda extra? Que tal revender joias e folheados?

Converse com qualquer um, vizinhos, amigos, familiares, colegas de trabalho, e todos dirão que uma renda extra seria uma ideia excelente. Afinal, muita gente está endividada (e quer se livrar do débito o mais rapidamente possível) ou quer juntar dinheiro para um objetivo de consumo maior, como comprar um carro novo ou fazer uma viagem, por exemplo. O problema é que muitas pessoas não sabem de onde (ou como) produzir essa renda extra.

Se você se identificou com algumas dessas situações, há uma excelente solução: que tal revender joias? Saiba mais sobre essa ótima maneira de conseguir um dinheiro a mais no final do mês!

Revender joias não ocupa muito tempo

Revender joias é uma atividade que tem muitas vantagens para você que busca uma fonte alternativa de renda extra. Em primeiro lugar, revender joias não ocupa muito tempo da sua vida. Você pode “misturar” essa atividade com outras coisas que já faz no dia a dia, como ir à academia ou em passeios com os seus amigos. Basta levar o mostruário junto e exercitar sua habilidade como vendedora durante o encontro com os possíveis clientes. Até mesmo o horário de almoço no seu emprego regular é uma boa oportunidade — contanto, é claro, que a empresa não tenha regras contra isso.

Você terá liberdade para trabalhar do seu jeito

Outra vantagem significativa de revender joias é a oportunidade que você tem de trabalhar de várias maneiras. Você pode usar redes sociais para divulgar os artigos; deixar seus produtos com amigos e conhecidos; pode trabalhar de casa; ou até mesmo montar uma pequena loja com as peças e outras mercadorias. Não há limites para suas possibilidades de crescimento!

É possível começar facilmente e quando quiser

O primeiro passo é pesquisar bem as marcas que oferecem um programa de revendedoras. Um exemplo bastante conhecido é o da marca Mar de Joias, uma empresa inovadora com foco na qualidade, e que está há vários anos no mercado e oferece opção de joias em Ouro 18k, Prata 925 e Folheados.

Quando estiver pesquisando, faça todas as perguntas possíveis. Veja qual será o investimento inicial necessário, suas margens de lucro, o valor mínimo de compra e o tempo estimado para começar a realmente ganhar dinheiro.

Você terá amplo controle sobre seus gastos iniciais e capital de giro

Lembre-se de que provavelmente você vai precisar comprar pelo menos o mostruário — ou seja, será preciso gastar um pouco no começo —, e também é importante considerar os gastos adicionais, como o frete (tanto para receber as joias quanto para enviá-las aos seus clientes), embalagens e outros. Mas o lado positivo é que a maioria das empresas de joalheria afirma que os retornos são de 25% até 40%, chegando a 100% de lucro para o revendedor nas peças folheadas. Além disso, com a experiência de poucos meses você se tornará capaz de avaliar o quanto vai precisar reinvestir para repor seu estoque pessoal.

É essencial comprar de uma marca conhecida e confiável. Algumas marcas oferecem certificado e garantia para o comprador. Isso é importante porque representa a qualidade da peça e a confiabilidade para você e os consumidores — ainda mais se forem joias mais caras ou folheadas a ouro.

Se você vender joias banhadas a ouro, inclusive, aproveite e ensine a seus clientes como cuidar dessas peças! Preocupe-se também com o design: na hora de escolher a marca e os modelos, considere o gosto do seu público. As mulheres mais jovens preferem joias ousadas, enquanto mulheres mais maduras escolhem as clássicas e elegantes.

E então, você já pensou em trabalhar com joias para obter renda extra? O que acha desse modelo de negócios? Deixe o seu comentário aqui no blog!

 

Compartilhe este conteúdo

Deixe uma resposta